Feliz dia das minhas queridas…

amigas

Hoje, dia da mulher… poderia bem ser outro dia qualquer, mas hoje, justo hoje, meu coração se encheu de nostalgia. Saudades de um momento que nem sequer vivi, mas que povoa minha mente e meu coração há tempos, mais especificamente desde que engravidei lá longe, longe da família e de muitas amigas.

Este tempo que mora no meu coração é aquele em que as mulheres de uma aldeia, uma comunidade ou de uma família se juntavam para cuidar das outras, cuidar de seus rebentos, ensinar a ser mãe ou esposa, mostrar como é que se é mulher, como se concilia todos os nossos papéis. Estas carinhosas mulheres cuidavam umas das outras, amavam-se e protegiam-se… não vivi este tempo, na verdade não sei nem se existiu, mas ele está bem vivo no meu sentimento.

Quando começo a refletir sobre o meu tempo presente, minha realidade de “mãe-que-nunca-morou-perto-da-família”, começo a entender que de certa forma, minha aldeia está bem aqui presente, longe e perto de mim ao mesmo tempo!

A internet é minha aldeia, onde reencontro, mesmo que por segundos, todas (ou quase) as minhas queridas mulheres.

É pela net que recebo o carinho de mana e de bisa todos os dias, é aqui que acompanho e “aperto” os filhos das minhas amadas amigas, é onde reencontro a amiga de outro estado que admira Montessori como eu, onde acompanho a amiga de outro país que acredita na alimentação natural, onde “abraço” a querida que está na minha cidade natal mas nunca conseguimos nos encontrar, onde recebo o carinho daquela que está do outro lado do mundo, encontro a amiga de infância que tanto adoro e com elas troco idéias e sentimentos nada virtuais… minha aldeia está aqui, reforçando os laços que existem na minha vida! E quando nos reencontramos fisicamente, que festa!! Me sinto acolhida…

Porque meu mundo ideal seria bem menor e bem grandão ao mesmo tempo… pequeno o suficiente para que eu e minhas queridas pudéssemos nos reencontrar pelo menos uma vez ao mês, ou a cada ano… e seria grande o bastante para que pudéssemos viver todas as experiências que nos fazem ser quem somos!

Nesta dualidade de quereres é que vivo meu “ser mulher”, minha maternação, meu fazer. É aqui que construo meu mundo perfeito, ao lado de todas estas vizinhas que ganhei ao longo do caminho e que ainda vou ganhar. Aqui é o meu canto…

Enfim… (avisei que estava toda sentimental e nostálgica… rsrsrsrs) meu desejo neste dia das mulheres é que todas as minhas amadas mulheres, todas as mulheres da minha vida saibam como eu as amo e admiro e espero ansiosamente pelos nossos reencontros, mesmo por aqueles que nunca chegam…

Beijinhos no coração!

PS – desculpem se deixei um pouco de lado toda a significação política deste dia, mas… como eu já havia dito… hoje sou só coração!

Advertisements

3 thoughts on “Feliz dia das minhas queridas…

  1. Querida amiga! Que lindo!!!! tô aqui toda emocionada, amei, como sabes estou louca de saudades, mesmo sendo um encontro ao ano ou um ao mês nada muda em nossa amizade, obrigada pela homenagem!!!! Adorei…e a proposito quando nos encontramos???!!!!!kkkkkk beijos

  2. Feliz dia das mulheres, mana! 🙂
    Lindo texto! Se não fossem a internet e o telefone nossas aldeiazinhas, nem imagino como a saudade seria maior!
    Bjo!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s