Arrumando a casa… e a bagunça!

João pintando

Quando chega a noite, depois que o meu pequeno já adormeceu, começo a recolher os resquícios do dia… e aí vejo como a arquitetura muitas vezes deixa de se preocupar com os menores até que eles já estejam “bagunçando” o ambiente!

Deixa eu explicar: ando estudando muitas correntes e teorias sobre o desenvolvimento infantil e suas diferentes fases, e um das que eu mais gosto, me identifico e procuro aplicar com o João é Método  Montessoriano de desenvolvimento (só este assunto já daria um blog inteiro! Então para quem quiser saber mais www.brasilmontessori.com).

O que isso tem a ver com arquitetura? É que a teoria da Montessori, uma médica estudiosa do comportamento infantil no século XIX, prega a autonomia da criança nos ambientes em que vivem. TODOS os ambientes e não só na escola!

Por exemplo, no lar montessoriano a criança consegue se virar sozinha na maior parte das tarefas, como pegar e guardar seus brinquedos, ler seus livros, tomar água, comer frutas, se vestir, etc. Ah… aí está a arquitetura! Como fazer isso em uma casa “normal”, projetada para adultos e que normalmente não tem um espaço destinado somente à criança além do seu quartinho??

Aqui em casa tenho dois quartos (o nosso e o do pequeno) e o restante da casa é integrado. Sendo assim, o ambiente que mais usamos durante o dia e boa parte da noite são as salas e a cozinha… logo que o João começou a ter mais autonomia, quis passar a usar os mesmos ambientes que nós adultos, é claro! Aí começou a saga desta mãe de juntar brinquedos espalhados até a exaustão (e irritação, que ninguém é de ferro!). Além disso, percebia que ele tinha que me pedir ajuda na maior parte das tarefas cotidianas.

Foi aí que caiu a ficha e resolvi mudar algumas coisas aqui! E tem funcionado maravilhosamente bem!!

Como penso que meu filho tem tanto direito sobre a casa como eu e o Rafa, facilitei o seu acesso às coisas a que ele pode ter acesso…

Na sala, a mesa de centro e o móvel da TV agora são divididos com ele e seus brinquedos e livros. A estante é baixa e se prestou perfeitamente para isso… coloquei cestos e caixas com os brinquedos organizados por temas (carrinhos, de montar, bonecos, robôs, dinossauros, super-heróis, etc.) e ele consegue pegar sozinho os brinquedos que quer! E tchanam… a grande vantagem é que ele também entende a organização e passou a ajudar no guarda-guarda! Às vezes consegue até juntar sozinho! Esta organização por “tema” também fez toda a diferença, pois ele consegue entender que ao invés de tirar TUDO do lugar, tira somente aquele tipo de brinquedo que quer no momento, e antes de pegar outros, guarda os que não vão mais ser usados… maravilha, né mães??? E ele só tem dois anos e oito meses! Aprendeu rapidinho, foi só uma questão de pequenos ajustes na arquitetura aqui de casa.

Na sala de jantar, o cadeirão perdeu a mesa e agora ele consegue subir sozinho e comer na mesa junto com a gente! Isso fez a maior diferença para começar a comer com a própria mão.

No banheiro fica um banquinho onde ele consegue subir para lavar as mãos… meu próximo passo será o vaso sanitário – como adaptá-lo para que o João consiga usar sozinho.

O quarto dele ganhou uma caminha em que ele sobe sozinho e ainda estou adaptando o espaço para que ele possa ter acesso a todos os brinquedos. Mas já mudei suas roupinhas e sapatos para as gavetas e portas mais baixos, assim ele consegue pegar.

Outro dia estava arrumando a sala e pedi pra que ele levasse seus chinelinhos pro quarto dele… qual não foi minha surpresa ao ver que ele não só levou pro quartinho, como colocou certinho na gaveta dos sapatos?!?!?! Sem a mamãe pedir!! Uhuuuuu!!

O grande desafio é a cozinha, o que deixar ao alcance e o que e como proteger o resto???
É de pirar o cabeção!!

Por enquanto o que fica acessível para o baixinho é a água (que ele pode se servir) e algumas frutas lavadas (e as bananas é claro, não podemos ficar sem bananas!). Hoje por exemplo ele acordou, como de costume foi com o seu patinete me chamar… (sim, de patinete!) e depois veio na cozinha, pegou uma banana, descascou e veio para a sala comer! “Eu tava com fome mamãe!” – Ok filho!

Claro que para isso, para darmos esta autonomia a ele, precisamos abrir mão de uma série de coisas… até mesmo de certas conveniências que nos serviam mas tiravam a autonomia dele. Minha decoração das salas se resume a poucos itens que não são infantis, além dos objetos das paredes e livros. A estante da TV e a mesa de centro estão “decoradas” com caixas e cestos de brinquedos.

A TV por sinal virou objeto de decoração – como prefiro que ele brinque ao invés de ficar grudado na tela, ela fica lá… abandonada coitada!

Claro que dá pra casar a arquitetura de interiores com estas adaptações, é só usar a criatividade (ou contar com ajuda profissional, é claro! rsrsrs), o importante é que todos fiquem confortáveis e possam usar da melhor maneira o espaço mais gostoso que existe: a nossa casa! E de quebra os pequenos vão aprendendo a respeitar e cuidar das coisas que temos!

Beijinhos

Advertisements

5 thoughts on “Arrumando a casa… e a bagunça!

  1. Adorei! Quando trabalhava lá na UFT, em Palmas (TO), dava aula de projeto de escola de primeiro grau. Passávamos pros alunos essas teorias como guia de projeto, usávamos as teorias da Maria Montessori, do Lev Vygotsy, do Jean Piaget e do Darcy Ribeiro. O objetivo era que os alunos pensassem exatamente nisso que descreveste, em como seria um ambiente de aprendizagem que permitisse o desenvolvimento infantil baseado em diferentes maneiras de ensino e aprendizagem. Adorei tua iniciativa, o João deve adorar também! =) Beijo

    • Pois é… eu também ministrei esta cadeira de projeto lá em SC! Já tinha feito o TCC sobre isso, mas foi dando aulas que me apaixonei definitivamente! Estou preparando meu projeto de mestrado sobre este assunto! Realmente adoro o tema e o João é meu parque de diversões! Hehehe

  2. Montessori é o máximo! eu adoro. Como vc deixa a água Tuize, em uma garrafinha pra ele beber direto ou em uma jarra pra se servir?
    Pietro já prepara seu “leite com nescau”, com alguma supervisão, serve direitinho o leite no copinho.

    • Oi Dani!
      Que bom que gostastes!
      Eu deixo um copinho de plástico junto ao filtro e algumas garrafinhas pela casa… rsrsrs
      Agora na mesa ele quer se servir sozinho! Geralmente eu deixo ele servir o arroz e a salada…
      Sabe que estou estudando pra fazer o mestrado sobre este assunto? Sobre o método Montessori na arquitetura… espero que eu consiga! hehehe
      Beijos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s